Por causa das "secretas" relações entre a Agefis e um inferninho que funciona no Setor de Oficina Sul , o Ministério Público resolveu entrar em ação

AGEFIS DIZ QUE INTERDITOU BOATE, MAS ELA CONTINUA FUNCIONANDO. SERÁ POR QUÊ?

Há algo de muito “secreto” na relação entre a Agência de Fiscalização do Distrito Federal e a boate “Espaço Secreto” que funciona no Setor de Oficina Sul. Nem mesmo Rollemberg entende por que o “inferninho” continua funcionando, mesmo a Agefis ter jurado que fechou a boate. Agora o Ministério Público entrou na Justiça para pedir o fechamento imediato por poluição sonora

O local que era para ter pequenas empresas do ramo automobilístico, como o nome já diz, está sendo ocupado por outros negócios como o de entretenimento. O espaço, segundo os moradores da região, produz incômodo devido à poluição sonora.

Em março a Agefis esteve no local e baixou um termo de interdição do espaço secreto. Ocorre que de lá para cá a boate continua funcionando normalmente. De uma hora para outra o órgão do governo deixou de encher o saco dos donos da boate.

Foi aí que o Ministério Público resolveu entrar na história para botar ordem no local. Além de cobrar pagamento de danos morais de R$ 500 mil, o MP também solícita que a Justiça determine o corte de água e luz da boate.

O objetivo da medida liminar (de urgência) é fazer com que os sócios deixem de ignorar a ordem de interdição e resolvam todas as pendências relativas ao empreendimento. A ação começou a tramitar na Vara de Meio Ambiente na última quarta-feira (15), mas não tem prazo para ser julgada.

Veja também

LEILÃO DE CARROS APREENDIDOS NO DETRAN-DF OCORRE SEXTA-FEIRA

O terceiro leilão do Departamento de Trânsito (Detran-DF) em 2017 será realizado na próxima sexta-feira …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *