JOÃO DORIA QUER DISTRIBUIR ALIMENTO PODRE PARA POPULAÇÃO CARENTE

O Conselho Regional de Nutricionistas da 3.ª Região se manifestou contra uma proposta da gestão Doria (PSDB) que distribuirá um composto a pessoas em situação de desnutrição que procurem a prefeitura. Alvo de críticas, a mistura é chamada de “ração” nas redes sociais.

Batizado de ‘Allimento’, o granulado será feito com tipos variados de comida que estejam fora do padrão de venda em supermercados e será doada à prefeitura pela Plataforma Sinergia. “São liofilizados [desidratados] e transformados em um alimento completo: em proteínas, vitaminas e sais minerais”, explicou o prefeito em vídeo. A mistura é oferecida em forma de biscoitos e também pode ser usada em pães, bolos e massas.

Em nota divulgada nesta sexta (13), o órgão afirma que a proposta “contraria os princípios do Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA), bem como do Guia alimentar para a população brasileira em total desrespeito aos avanços obtidos nas últimas décadas no campo da segurança alimentar e no que tange as políticas públicas sobre as ações de combate à fome e desnutrição.”

A iniciativa faz parte do Programa Alimento para Todos, resultado de um projeto do vereador Gilberto Natalini (PV), ex-secretário do Verde e do Meio Ambiente exonerado após desentendimentos.

Em Milão, o prefeito atribuiu as críticas a “total falta de conhecimento” e afirmou que o preparado é equivalente aos alimentos dados aos astronautas. “Aquilo foi desenvolvido por cientistas. É um trabalho de anos. Foi submetido à Prefeitura com todo o respaldo de cientistas. O alimento liofilizado dura anos. É o mesmo que os astronautas consomem em missões espaciais. É bom. Eu experimentei. Tem vários sabores”, afirmou.

 

PROJETO QUE REDUZ O NÚMERO DE DEPUTADOS E SENADORES É ENGAVETADO

Um projeto que diminui o número de deputados dos atuais 513 para 385 – uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *