Butcher Justin Taylor collects ground beef as it exits the grinder at the Wyanet Locker in Wyanet, Illinois, U.S., on Thursday, April 26, 2012. Cattle futures rose for a second day on signs that the biggest buyers of U.S. beef will keep purchasing the meat, even after the country reported its first case of mad cow disease in six years. Photographer: Daniel Acker/Bloomberg via Getty Images

ONDA DA CARNE PODRE: Deputado pede retirada de carnes e demais produtos alterados dos supermercados do DF

O deputado distrital Lira (PHS) quer explicações dos órgãos de inspeção sanitária do Distrito Federal por que não detectaram a alteração da carne vendida no DF. “Até que se prove o contrário, quero a retirada de todos os produtos relacionados aos frigoríficos envolvidos de todas as prateleiras de supermercados e hipermercados daqui do DF”, afirmou o parlamentar.

barra-radar

letra-aPolícia Federal (PF) deflagrou a operação “Carne Fraca”, que apura o envolvimento de fiscais do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento em um esquema de liberação de licenças e fiscalização irregular de frigoríficos.

De acordo com a PF, vários frigoríficos do país vendem carne vencida com produtos químicos, como ácidos, para maquiar a aparência e o cheiro do alimento estragado. Esses produtos que foram adicionados à carne são cancerígenos. Há também casos de inserção de papelão em lotes de frango e carne de cabeça de porco em linguiça.

“Essa ação é gravíssima para a saúde pública, a carne foi envenenada, está imprópria para o consumo humano”, ressaltou Lira. Para o deputado, o monitoramento de sanidade e o controle de defesa sanitária animal são extremamente importantes para a qualidade dos alimentos servidos aos brasilienses e devem ser feitos com todo o rigor.

Postado por Radar

 

ATENÇÃO: HORÁRIO DE VERÃO COMEÇA NESTE DOMINGO (15)

O horário brasileiro de verão começa à zero hora de domingo (15). A partir desse …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *