OU O POVO DERRUBA ROLLEMBERG OU ELE DEIXA BRASÍLIA NO CHÃO

Ontem, dia 06/02, próximo ao meio dia, o DF assistiu estupefato uma tragédia anunciada, quando uma parte do concreto do Eixão Sul desaba em cima da galeria do tradicional restaurante floresta. Num local onde o fluxo de transeuntes e o trânsito de veículos de todos os tipos é intenso, o chão veio abaixo, destruindo carros e a edificação subterrânea.

Por Silene Almeida

Perdoe -me os ateus, mas, não posso me furtar a comentar sobre o cuidado caprichoso do Criador (ou como queiram designar), pelo momento exato da tragédia.

Da mesma forma como ocorreu no domingo, com o desabamento de uma garagem, num prédio residencial da Asa Norte. No eixão, apesar de ser um horário de movimento, numa terça-feira, ninguém foi ferido.

No episódio da garagem, todos comentaram da “sorte” (eu chamo de milagre) de não ter sido num dia útil, pois, naquele horário, a garagem estaria cheio de gente se preparando p irem para escola, trabalho e etc. Teria sido um horror…

Diante desses acontecimentos, é inevitável questionarmos “de quem é a responsabilidade?”, “como isso foi acontecer?”
A resposta está escancarada em nossa frente: o descaso dos governantes, a omissão do Estado, dos órgãos fiscalizadores nos coloca nesse estado de perigo constante.

 

Por mais que as equipes técnicas se desdobrem e apontem as falhas e o que precisa ser corrigido, cabe ao poder público a tomada da decisão e a execução. E aos órgãos fiscalizadores como Ministério Público e Tribunal de Contas.

Aliás, circula em vários grupos de Whatsapp, uma planilha, supostamente elaborada por auditores do TCDF, alertando a falta de manutencao de vários viadutos no DF, dentre eles o da galeria, que ruiu hoje.

E o que o TCDF fez após essas diligências? Só o relatório? Nossas vidas estão circunscritas à planilhas? Não há nenhum instrumento ou ação coercitiva para punir o Estado por sua omissão? Pelo jeito, não!

Vi também matérias jornalísticas apontando relatorio do SINDUSCON, feito em 2011 para a necessidade de manutenção estrutural de viadutos e pontes do DF. Pelo jeito nada foi feito, pois, o da galeria dos Estados já foi ao chão!

Isso nos desperta para outro relatório, da mesma entidade, divulgado ontem (05/02), advertindo para o risco de rompimento da barragem do Paranoá! Será que Rollemberg vai esperar mais desastres? Será que querem uma tragédia maior?

Qual é o planejamento desse governo para o DF? 3 anos na gestão sem nenhum resultado satisfatório!

Saúde ao Deus-dará, educação precarizada, segurança pública inexistente, mobilidade urbana totalmente travada, projetos de infra-estrutura mal executados, cultura definhando…

Enfim, repetindo aqui a frase do genro do arquiteto que projetou a capital do país , Oscar Nyemeier “Rollemberg vai destruir Brasília!”.

E, para não fugir ao costume, Rollemberg vai culpar Agnelo, Arruda, Roriz, José Aparecido e Lamounier? Até acredito que os governos passados também podem ter deixado a desejar nessa área de manutenção.

Mas, eles estavam, cada um a seu tempo e uns mais que os outros, construindo hospitais, escolas, pontes, rodovias, delegacias… E o que Rollemberg fez? NADA! Não edificou e ainda permite que a cidade desmorone… Em todos os sentidos!

Uma governante que teve todas as oportunidades de fazer uma gestão eficiente, proativa, diferente. Poderia ter sido um marco em nossa história, com a ascensão da geração Brasília ao poder, resgatando a nossa cidade e nossa estima. Mas, não! Rodrigo Sobral Rollemberg é mais do mesmo… Aliás, ele é pior!

Porque ele descumpriu praticamente todas as promessas feitas à população que lhe confiou o voto!

Saint Exupéry ensina em sua obra “O pequeno príncipe” que “nos tornamos eternamente responsáveis pelo que cativamos”!
Quando um político é eleito, é esse o elo estabelecido, pactuado entre ele e o seu eleitor, avalista de sua vitoria, a confiança!

Rodrigo Rollemberg não tem mais moral para disputar eleições no DF. Para nada! E não é porque eu não quero. É porque ele QUEBROU esse laço, descumpriu o pacto feito com a população que o elegeu! Ele traiu a confiança do povo!

A etimologia da palavra DEMOCRACIA, derivada da palavra grega “demokratía”, onde demos=povo e kratos=poder, fortalece o conceito de que o povo é soberano!

Os debates nas redes sociais tem trazido o empoderamento das diversas camadas da sociedade (sim, ainda somos sub-divididos), despertando para a importância da política! Ninguém mais se ilude com propagandas, brindes e mimos. A população está cada vez mais consciente de sua responsabilidade com o voto!

O alto índice de rejeição de Rollemberg é facilmente explicado, considerando os resultados pífios de sua administração.
Porém, um olhar mais atento nos mostra que a sociedade quer mais…

Ela despertou para o seu papel de protagonista, no momento de escolher os seus representantes!

Experiência, honestidade, ficha limpa e compromisso com a verdade e as promessas feitas são pré-requisitos para os novos eleitos! Quem não se encaixar nesse rol de requisitos, pode procurar outro rumo…

O Distrito Federal e o Brasil não comportam mais aventureiros para nos comandar!

Estamos à beira da destruição total e insistir numa gestão incompetente é assinar o próprio atestado de óbito!

A convicção que tenho em afirmar que, Rollemberg não tem mais vez aqui, advém de várias questões fáticas, concretas. Mas, uma imagem registrada hoje (veja aqui), no momento do acidente do desabamento, com a revolta popular escancarada, obrigando a Rede Globo a desligar os microfones, para tentar abafar a sonora vaia que Rollemberg tomou, enquanto visitava o local, provam que o povo não vai se deixar enganar!

#FORAROLLEMBERG
#VAZARODRIGO
#ROLLEMBERGNUNCAMAIS

 

SENADINHO RECEBE NESTE SÁBADO, FREJAT, JOE VALLE, CRISTOVAM E IBANEIS ROCHA

Quatro grandes nomes da politica brasiliense  foram escolhidos pelas lideranças comunitárias da região do Jardim …

2 comentários

  1. Parabéns Silene..
    Os moradores do DF sabem votar..
    Temos que mudar a hora chegou ,ainda bem que já estamos no ano das eleições.

  2. Silene, sou médico efetivo da SES-DF e gostaria de tornar público a gestão da saúde em Ceilândia…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *