A sentença proferida pelo juiz Aragonê Fernandes que anulou a licitação referente às linhas de ônibus que atendem às bacias 1, 2 e 4 produziu reação imediata do governo Rollemberg que vai recorrer da decisão judicial.

ROLLEMBERG VAI MANTER ESQUEMA CORRUPTO QUE BENEFICIA EMPRESAS DE ÔNIBUS

A Procuradoria-Geral do governo Rollemberg vai recorrer da decisão do juiz substituto Aragonê Fernandes que invalidou nesta sexta-feira (04),  os contratos firmados em 2011, entre o Governo do Distrito Federal e as viações Piracicabana, Pioneira e Marechal. O juiz entendeu que houve “influência e direcionamento” da participação do advogado, alvo da operação Lava-Jato, Sacha Reck

A sentença proferida pelo juiz Aragonê Fernandes, que anulou a licitação referente às linhas de ônibus que atendem às bacias 1, 2 e 4, produziu reação imediata do governo Rollemberg que vai recorrer da decisão judicial.

O governador defende a manutenção do esquema fraudulento e corrupto montado por uma quadrilha ligada às empresas de ônibus e servidores do GDF investigado pelo CPI do Transporte instalada no ano passado pela Câmara Legislativa do Distrito Federal.

Segundo o magistrado Aragonê Fernandes, o advogado Sacha Reck não poderia ter participado como consultor do edital elaborado para a licitação por ter proximidade com as empresas de ônibus. Em março, Sacha declarou ter cometido crimes em municípios de São Paulo, Santa Catarina e do Paraná.

Lei mais notícias do Radar aqui

No ano passado, em outra decisão judicial, o juiz Lizandro Gomes Filho, titular da 1ª Vara da Fazenda Pública, também anulou a licitação por irregularidades encontradas no certame que envolve o GDF e as empresas Expresso São José, Marechal, HP-Ita Transportes (Urbi), Pioneira e Piracicabana.

Na época, o governador também recorreu da decisão e se recusou ainda de atender as recomendações, neste sentido, encaminhadas pela CPI do Transporte da Câmara Legislativa, e pelo Ministério Publico de Contas e Ministério Publico do Distrito Federal e Territórios.

ALIRIO DIZ QUE ROLLEMBERG DEFENDE ESQUEMA CORRUPTO

“Esse esquema criminoso do transporte público de Brasília é a principal mamata de Rodrigo Rollemberg e do PSB Nacional, partido do governador”, disse o ex-deputado Alírio Neto e presidente do PTB-DF. Ele afirmou que Rollemberg é o maior defensor do crime organizado que controla o transporte de Brasília, segundo ele,

Alírio disse que todas as vezes que alguém tenta questionar o aumento de passagens ou a licitação fraudulenta, o governador Rollemberg parte pra cima de forma voraz e canina. “Foi o que aconteceu no início do ano quando o governador foi pessoalmente a televisão anunciar que havia entrado com uma ação na justiça para manter o aumento exorbitante da tarifa de ônibus o qual havia sido derrubado pela Câmara Legislativa”, lembrou.

“Essa extorsão feita contra o povo é que alimenta um esquema bem montado por Rollemberg e pelo PSB Nacional. Quem administra a Secretaria de Transportes do DF é o partido dele. Essa cadeia de transportes é abraçada pelo PSB. O secretário foi indicado pelo PSB Nacional. O cara foi secretário do Espírito Santo e quando acabou a mamata por lá veio para cá”, disse Alírio ao Radar.

 

NO RUMO ERRADO: ROLLEMBERG LEVA PERIGO DE MORTE ÀS FAMÍLIAS DO SOL NASCENTE

Se chover forte neste final de semana, cerca de 40 casas da Rua 14 do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *