Briga na OAB-DF, não atinge decisão para sucessão no comando da Instituição

A eleição para a presidência  da OAB-DF, que ocorre na segunda quinzena do mês de novembro desse ano, vive  um clima de guerra pelo poder,  marcada por insultos e acusações. A vice-presidente, Daniele Teixeira, resolveu cuspir no prato que comeu se bandeando para a oposição.  O atual presidente Juliano Costa Couto e o ex-presidente Ibaneis Rocha estão unidos em apoio a pré-candidatura do conselheiro Jacques Veloso para a presidência da Instituição

Por Toni Duarte//RADAR-DF

Durante uma solenidade de entrega de carteiras aos novos advogados ocorrida no mês passado, a paraninfa Daniela Teixeira, vice-presidente da OAB-DF, destacou:

“O advogado que promove a guerra e o tumulto, não está cumprindo o juramento”.

No entanto, nesta quarta-feira (04/07), Daniela Teixeira, por meio do seu perfil no facebook, resolveu deixar de lado a paz e a conciliação para declarar guerra contra o presidente da OAB-DF, Juliano Costa Couto, por apoiar o conselheiro e advogado tributarista Jacques Veloso.

Nas redes sociais, ela acusou Juliano Costa Couto, de ter lançado sem consultar nenhum dos membros da diretoria, o atual secretário-geral da entidade, Jacques Veloso.

Daniela também faz menção a uma denúncia criminal feita pelo Ministério Público Federal do qual o presidente da OAB-DF se defende na justiça.

Ao ser indagada pelo Radar se não estaria fazendo um pré-julgamento de Juliano Costa Couto, a vice-presidente da OAB-DF disse que independente de ser inocente ou culpado, ele deveria ter deixado o cargo.

Nesse ponto o grupo discorda da vice-presidente e reprovou o fato de ela estar alimentando uma denúncia que, segundo  advogados, será rejeitada pelo Poder Judiciário.

Não foi isso que fez Juliano desistir da sua garantida reeleição.

Em março do ano passado o presidente da OAB-DF descobriu que estava com câncer e se submete a um tratamento quimioterápico para tentar eliminar um tumor no intestino. Ficar fora da disputa  foi uma decisão familiar.

Quanto ao processo de escolha realizado pelo grupo da situação, o Radar apurou que a prévia nasceu de uma proposta oferecida por Ibaneis Rocha e acatada por Juliano Costa Couto. O nome escolhido seria o candidato de todos.

O advogado tributarista Jacques Veloso foi escolhido em votação secreta com 42 votos, seguido por Cleber Lopes com 39 votos. Ocorreram 22 abstenções.

A vice-presidente Daniela Teixeira não aceitou o resultado das urnas e saiu para o ataque.

Ela reiterou ao Radar, que o resultado da prévia exalou um cheiro de traição contra o ex-presidente da Ordem,  Ibaneis Rocha, e que segundo ela, tinha como o seu principal candidato o conselheiro Cleber Lopes.

“Não reconheço Juliano como líder do nosso grupo e nem Jacques Veloso como candidato do grupo. O nosso líder sempre foi Ibaneis”, disse ela.

O que Daniela não sabe é que Juliano, Ibaneis, Veloso e Cléber Lopes  nunca estiveram tão juntos como agora.

“Ela  deixa transparecer que só ela tem essa representatividade junto as mulheres advogadas e que é a única a carregar a bandeira. Isso não é real dentro da OAB”, disse Jaques Veloso ao Radar.

Ele  afirmou que as advogadas terão um grande espaço na sua chapa que ainda será montada.

Veloso destacou, que Ibaneis Rocha é um grande líder e é o artífice do grupo que o elegeu em 2013.

“Estamos juntos desde 2003 e temos uma história de luta pelo fortalecimento da OAB-DF e vamos continuar juntos na eleição da presidência da Ordem esse ano”, disse Jacques Veloso.

Um assessor próximo ao ex-presidente da OAB-DF, que se encontra na Rússia para assistir o jogo entre o Brasil e Bélgica, que ocorre nesta sexta-feira, declarou ao Radar que a situação está pacificada e que o grupo segue unido.

“O candidato do grupo a presidência é Jacques Veloso, tendo como vice-presidente o criminalista Cléber Lopes. A dobradinha conta com o total apoio de Ibaneis”, disse.

Em tempo: O nome de Ibaneis Rocha (MDB), voltou a figurar como o provável vice da chapa de Jofran Frejat (PR), pré-candidato ao governo do Distrito Federal nas eleições de outubro. Nesse cenário é melhor unir do que dividir.

COMPARTILHAR AGORA

 

Max Telesca promete descentralizar OAB-DF e apoiar os novos advogados

Um novo nome surge na disputa para a sucessão da Presidência da Ordem dos Advogados …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *