CADEIA NELES! Polícia investiga anulação de multas por servidores do Detran

|Da Redação||RADAR-DF

A Polícia Civil do Distrito Federal e o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), investigam funcionários do Detran. Eles são  acusados de cancelar 50 mil infrações de trânsito causando um prejuízo milionário aos cofres públicos.

 

A quadrilha, segundo os primeiros levantamentos feitos pela Polícia, agia fora do expediente utilizando o sistema de informática da instituição pública.

Cerca de 16 pessoas são suspeitas de integrarem o suposto esquema criminoso.

Não é o primeiro caso que a policia investiga e desmonta células criminosos  que atuam dentro do Detran do Distrito Federal. O histórico é grande. Em junho do ano passado a Polícia Civil desmontou um esquema de clonagem de veículos e uso de lacres falsos,.

“Os criminosos pesquisavam um carro idêntico, faziam uma placa falsa e rodavam indiscriminadamente pelo Distrito Federal até serem barrados em uma operação ou blitz”, explicou na época o titular da Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Corpatri), delegado André Leite.

Também no ano passado a PCDF e o MPDFT deflagraram a Operação Blitzkrieg que investigou o polêmico e milionário contrato de manutenção e modernização de semáforos do Departamento de Trânsito (Detran). A bagaceira foi grande.

Sete mandados de busca e apreensão na época foram cumpridos em unidades do órgão e nas residências de funcionários supostamente envolvidos nos ilícitos. Entre eles um ex-diretor do órgão.

COMPARTILHAR AGORA

 

FAZENDA BREJO OU TORTO | PCDF investiga o maior escândalo de grilagem de terras do DF

| Da Redação ||RADAR-DF A “Operação Privê”, deflagrada pela Polícia Civil do Distrito Federal na …