Elas sairão do pátio a onde mofam sob a chuva e sol apenas para serem vistas em plena Praça do Buriti. Em seguida as viaturas voltarão de onde saíram

CBMDF apresenta viaturas novas para Ibaneis, em seguida recolherá ao depósito

Nesta quinta-feira (13/06), o Comando do Corpo de Bombeiros Militar do DF,  vai expor, no meio da Praça do Buriti, novas viaturas denominadas de auto resgate e unidades de resgate. Após a festa embalada pela  banda de música e com a presença do  governador Ibaneis Rocha, os veículos retornarão para o pátio da Instituição Militar, no Setor Policial Sul. Os veículos não podem circular por falta de placas, sistema de rádio e cartão de abastecimento de combustível.

Por Toni Duarte//RADAR-DF

Expostas por mais de 4 meses sob o sol intenso e as chuvas dentro de um pátio pertencente ao Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, ainda não será desta vez que as 24 camionetes de Auto Resgate, e  as 28 ambulâncias (Unidades de Resgate) serão utilizadas a serviço da população.

Apesar dos veículos serem apresentados nesta quinta-feira, com toda pompa, dentro de uma festiva exposição na Praça do Buriti, as viaturas serão recolhidas por estarem ainda sem placas, sem rádio e sem cartão de abastecimento de combustível.

Segundo informações obtidas pelo Radar-DF, por meio de um oficial graduado  do Corpo de Bombeiros, as referidas viaturas serão entregues pra valer, após o dia 2 de julho, data  do aniversário da Instituição.

No entanto, essa parte da história não foi contada ao governador que acredita que os veículos estariam prontos para operar em todo o DF.

Enquanto o governador caminha a passos largos, para fortalecer o sistema de Saúde, Segurança e a Educação, os principais pilares da promessa de campanha do emedebista, alguns de seus auxiliares demonstram  estarem distantes e desconectados da vontade política do chefe do Executivo.

O CBMDF, é uma corporação cuja principal missão consiste na execução de atividades de defesa civil, prevenção e combate a incêndios, buscas, salvamentos e socorros públicos.

Apesar de contar com um estoque volumoso de viaturas “zero quilometro”  que se deterioram ao relento antes mesmo do uso, o CBM sofre um déficit enorme de viaturas em seus quarteis.

As 28 ambulâncias, por exemplo, que custaram aos cofres públicos R$ 4.144.800,00, foram adquiridas da empresa Mardisa, ganhadora do pregão realizado no inicio do ano para suprir o grande número de ambulâncias que se encontram baixadas nas oficinas por falta de manutenção.

Com poucas ambulâncias circulando,  a central de atendimento do CBM sofre o efeito cascata quando alguns desses veículos quebram e tem que deslocar outra ambulância para socorrer alguém fora da área de sua jurisdição.

No mês passado, o Comando-Geral recrutou  um batalhão de motoristas-militares para trazer as novas ambulâncias que estavam  na sede da  Mardisa, representante da Mercedes-Benz em Ribeirão Preto (SP).

Procurado, o CBMDF não quis informar se a empresa ganhadora do pregão tinha ou não o dever de entregar o produto no Distrito Federal.

Essa mesma empresa ganhou outro pregão, ocorrido em 2018, e entregou na porta do Comando-Geral três viaturas ABSL que custaram R$ 834.600,00. Os veículos  chegaram com problemas elétricos.

Em resposta ao Radar-DF, o Corpo de Bombeiros confirmou que haverá uma cerimônia de entrega das novas viaturas tipo UR (Unidade de Resgate) e ARF (Auto Rápido Florestal) nesta quinta-feira 13. No entanto, não quis falar sobre outros questionamentos referentes as novas viaturas.

COMPARTILHAR AGORA

 

DER/DF libera pontes paralelas do Bragueto nesta quarta-feira (12)

O Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER/DF) programou para esta quarta-feira (12), …

Um comentário

  1. Quando as viaturas estiverem em condições de serem usadas nas ocorrências, aí sim não poderão estar em cerimônia e sim trabalhando.
    Por isso são apresentadas agora, enquanto aguardam os trâmites.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.