ELE NÃO É NENHUM SANTO COMO DIZ SER: Rollemberg foi eleito com dinheiro roubado por empreiteiras enroladas na Lava Jato

Durante a deleção premiada que fez no âmbito da Lava Jato, Marcelo Odebrecht disse que não existe ninguém no Brasil eleito sem “caixa 2”. Sendo assim, nem precisa dizer que o governador Rodrigo Rollemberg do Distrito Federal está entre esses políticos, já que recebeu de pelo menos quatro empreiteiras enroladas com a Lava Jato, entre elas a Odebrecht, contribuições de campanha em 2014 que somam R$ 1.5 milhão

barra-radar

letra-odinheiro da corrupção que nos últimos 30 anos arrebentou com o Brasil serviu para irrigar candidaturas de políticos com o compromisso de, uma vez no poder, pagar a fatura em dobro a quem contribui. O sistema podre e criminoso foi revelado ao país durante essa semana pelos depoimentos dos delatores da Lava Jato.

A parte que mais chamou a atenção foi o depoimento do executivo Marcelo Odebrecht, preso desde junho do ano passado em regime fechado no Paraná ao afirmar aos procuradores da Lava Jato que “não existe ninguém no Brasil eleito sem caixa 2”.

marcelo odebrechtCaixa 2 é o nome popular para qualquer contabilidade paralela – não declarar receitas ou despesas, o que se caracteriza originalmente como um crime tributário e configura sonegação de impostos. Caixa 2 encobre o simples pagamento de um suborno ou propina a quem, por exemplo, “ajudou” uma empreiteira a vencer uma licitação pública. Aqui no Distrito Federal é o caso das obras do Centro Administrativo de Taguatinga; o Estádio Nacional Mane Garrincha e o empreendimento imobiliário Jardins Mangueiral.

Rodrigo Rollemberg, eleito pelo PSB com 812.036 votos, integrou a Coligação ‘Somos Todos Brasília’ (PSB/SD/PDT/PSD). Embora tenha prestado contas dos gastos de campanha à Justiça Eleitoral, no entanto, no meio de seus muitos doadores estão a Odebrecht, OAS, Andrade Gutierrez e a Atriuns Empreendimentos (JC. Contijo), empresas ligadas a investigações como as operações Lava Jato, Zelotes, Acrônimo, Caixa de Pandora e o escândalo do Mensalão.

Doadores de Rollemberg em 2014 :

*Doadores: AC Bar Comércio Varejista, R$ 32.000,00; Acreditar Oncologia S/A, R$ 500.000,00; Agiplan Financeira S/A, R$ 250.000,00; Álvaro José da Silveira, R$ 50.000,00; Alya Empreendimento Imobiliário Ltda., R$ 600.000,00; Arosuco Aroma e Sucos, R$ 221.917,35; Atrium Empreendimento Imobiliário Ltda., R$ 460.000,00; Banco Safra S/A, R$ 200.000,00; Brassol Brasília Alimentos, R$ 70.000,00; Caçapava Empreitada de Lavor, R$ 50.000,00; Carlos Augusto Rollemberg, R$ 162.000,00; Cascol Combustíveis, R$ 78.929,99; Comitê Financeiro Único, R$ 300.000,00; Concremat Engenharia, R$ 100.000,00; Construtora Andrade Gutierrez, R$ 500.000,00; Construtora Norberto Odebrecht, R$ 200.000,00; Construtora OAS, R$ 250.000,00; Contax Mobitel, R$ 500.000,00; Construrban Logística Ambiental, R$ 700.000,00; Emplavi Incorporações Imobiliárias Ltda., R$ 100.000,00; Empresa Alvorada Hotéis S/A, R$ 540.000,00; FGR Urbanismo S/A, R$ 210.000,00; Gráfica e Editora Brasil, R$ 104.753,00; Guilherme Magalhães, R$ 40.000,00; Guilherme Peirão Leal R$ 350.000,00; Guilherme Peixoto de Carvalho, R$ 90.000,00; HL Terraplanagem, R$ 100.000,00; Itaú Gerência de Pagamentos Institucionais, R$ 150.000,00; Ivo Ilário Riedi, R$ 50.000,00; Jarjour Veículos, R$ 50.000,00; JBS S/A, 852.625,00; João Alberto Pinheiro, R$ 50.000,00; José Wilame Araújo Rodrigues, R$ 100.000,00; Kimitest Aparelhos de Precisão, R$ 40.000,00; Lucyana Karoline Garcia Machado, R$ 50.000,00; Marco Antonio Mundim, R$ 100.000,00; Maria Alice Setubal, R$ 100.000,00; Mundim e Rollemberg Advogados, R$ 150.000,00; NTX Comércio e Consultoria, R$ 55.000,00; Porto Seguro Seguros, R$ 100.000,00; Rico Táxi Aéreo, R$ 500.000,00; Salvare Serviços e Participações, R$ 150.000,00; Serveng Cilvisan Engenharia, R$ 500.000,00; Simea Soc. Integrada Médica do Amazonas, R$ 160.000,00; Tecman Serviços Técnicos, R$ 250.000,00; Thuban Empreendimento Imobiliário Ltda., R$ 333.000,00; Total Saúde Serviços Médicos, R$ 300.000,00; Tractebel Energia Ltda., R$ 200.000,00; União Química Farmacêutica, R$100.000,00; Via Engenharia, R$ 1.000.000,00; e Álvaro José da Silveira, R$ 50.000,00.

Total arrecadado: R$ 13.289.497,01

redacao-radar

COMPARTILHAR AGORA

 

Protesto de Bia Kicis contra o governo Ibaneis foi um fiasco

Bia Kicis, deputada federal eleita que obteve  86.415  votos nas últimas eleições, fracassou na convocação …

3 comentários

  1. Agora quem caiu foi a casa do Rollembergue e sem os tratadores da Agefis ! Quem tem empreiteiras por traz de assegurando recursos naturalmente vai aparecer como receptor de recursos via caixa 2.

  2. agora entendi tudo..la no sol nascente abaixo do trem bao a agefis derrubou as casa construidas dos menos favorecidos..dizendo ser area ambiental…e depois a codhabe chamou uma pessoa inscrista na codhab e ofereceu amesma area para ela se derrubaram e nao e legalizado..como pode isto?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.