Fraga cresce no meio do povo e diz não ter medo de ameaças de bandidos

O ataque a faca ao presidenciável Jair Bolsonaro, durante um ato de campanha em Juiz de Fora, em Minas Gerais, na quinta-feira passada, não mudará a forma de fazer campanha do democrata e bolsonarista Alberto Fraga, candidato ao Buriti. Ele disse ter recebido nesta terça-feira (11/09), uma ameaça anônima que se comparecesse em agenda marcada para o próximo sábado (15) na cidade Estrutural seria agredido

Por Toni Duarte//RADAR-DF

“Pode vir. Eu sei como tratar bandidos”. Foi dessa forma que o deputado Alberto Fraga, candidato ao governo do Distrito Federal respondeu a uma ligação anônima feita diretamente ao seu celular, durante uma caminhada que fazia pelo Setor Comercial Sul, na tarde de ontem (11/09). Quem o ameaçava dizia que o deputado sofreria um atentado caso fosse a Estrutural, no próximo sábado, onde será realizado um mega-evento político naquela cidade.

Fraga afirmou ao Radar que não mudará o seu ritmo de campanha e que as caminhadas, como as que realizou nesta terça-feira, pela rodoviária do Plano Piloto, por onde passam mais de 1 milhão de pessoas diariamente e pelo movimentado Setor Comercial de Brasília, vão se intensificar pelas próximas três semanas consideradas decisivas das eleições que ocorrem no dia sete de outubro.

O buritizável sabe dos riscos que passa um candidato, com chances reais de ser vitorioso, como ocorreu com o seu amigo Jair Bolsonaro, candidato a presidente da República, golpeado com uma facada no abdomen durante uma caminhada política em Juiz de Fora na semana passada.

“Estamos atentos aos inimigos do povo. Sou um homem sem medo e não é uma ameaça que vai me tirar das ruas”, disse Fraga.

Ele afirmou ainda que as intimidações, quase sempre anônimas, são frutos do desespero de quem vai perder a corrida ao Buriti.

O candidato afirmou que irá chagar ao segundo turno e que o povo o elegerá governador do Distrito Federal por oferecer melhores propostas e por passar mais confiança a sociedade brasiliense para tirar o DF do caos.

O que faz Alberto Fraga pensar assim é o crescimento vertical do seu nome no sentimento popular extraído pelas últimas pesquisas de intenção de votos sobre as eleições no DF, embora tenha sido o último candidato à larga na corrida pelo Buriti.

No levantamento feito pelo Instituto FSB, encomendado por Metrópoles e registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número DF-07940/2018, o candidato do DEM está com 11% .

Como a margem de erro é de três pontos percentuais para cima ou para baixo, Fraga estaria tecnicamente empatado com o governador Rodrigo Rollemberg que aparece com 15% na condição do segundo colocado. Na mesma pesquisa Eliana lidera a corrida com 20% da preferência do eleitorado.

No entanto, em levantamentos para consumo interno, realizados pela equipe de campanha de Fraga os números são bem diferentes o que coloca o candidato do DEM em uma posição bem a frente do pior governador de Brasília.

A pesquisa do Instituto FSB, comparada com pesquisas anteriores como as realizadas pelo Ibope e Datafolha, revela que dos quatro primeiros candidatos ao Buriti, apenas dois cresceram: Fraga e Eliana. Já Rollemberg e Rosso, estagnaram e começam a perder folego na corrida.

COMPARTILHAR AGORA

 

Robério Negreiros destina mais de R$19 milhões para o governo Ibaneis

Os apelos feitos pelo governador eleito Ibaneis Rocha (MDB), durante visita que fez a Câmara …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.