FREJAT DIZ QUE NÃO VAI TRIPUDIAR EM CIMA DA INEXPERIÊNCIA DE SEUS ADVERSÁRIOS

Sem ter como acusá-lo de político corrupto ou assaltante do dinheiro público, adversários de Jofran Frejat, pré-candidato ao Buriti e líder nas pesquisas de intenção de votos, tentam passar a imagem de que ele é “velho e cansado” para ser o governador do DF. Ao Radar, o médico de 80 anos disse que a sociedade brasiliense  precisa é de alguém que seja experiente e honesto para tirar o DF do caos

Por Toni Duarte

Na contramão do sentimento popular que coloca Jofran Frejat como o político mais bem avaliado por todas as pesquisas de intenções de votos na disputa pelo Buriti, exatamente por ser um político com o passado limpo, adversários da direita e da esquerda tentam espalhar que o experiente Frejat é “velho”, “teimoso” e que não serve para governar.

A maledicente tentativa de desconstrução da “Onda Frejat”, está no fato do que revelou a primeira pesquisa eleitoral deste ano, realizada pelo Instituto Exata, em que Jofran Frejat lidera todos os cenários.

Na pesquisa espontânea, encomendada pelo Buriti e não divulgada, Frejat aparece com 30% da preferência dos entrevistados, enquanto o governador Rodrigo Rollemberg desponta em segundo lugar com 10%. Os demais citados não passam do primeiro dígito.

Ao ser indagado quanto às notinhas que seus adversários andam “plantando” nas redes sociais sobre a sua idade em relação a uma eventual candidatura sua ao Buriti, Jofran Frejat lembrou o ex-presidente norte americano Ronald Reagan, sendo categórico em afirmar que, em sua eventual campanha, não irá explorar esse tema, pois não quer tripudiar em cima da inexperiência de seus adversários.

“Mas não posso deixar de ressaltar os dois principais predicados que tenho a oferecer aos brasilienses: experiência e seriedade”.

“A minha experiência decorre de uma longa vida dedicada à causa pública”. Com essa afirmação, Frejat lembrou que exerceu vários cargos públicos, sempre com muita seriedade, motivo pelo qual se sente bastante recompensado ao receber o reconhecimento e o apreço da população de Brasília.

“Coloco meu nome aos brasilienses porque tenho um projeto para recuperar os setores vitais de Brasília, que são Educação, Saúde e Segurança, áreas que infelizmente foram arruinadas pela inexperiência e o descuidado dos últimos governantes”, afirmou.

“Embora valorize bastante o esporte, estou discutindo com a sociedade a possibilidade de liderar uma administração que recupere a eficiência e a seriedade da administração pública em Brasília, e não a formar um time para jogar futebol nos salões nobres do Palácio do Buriti”.

Ao final, disse Frejat: “Desejo aos meus adversários uma vida longa e que adquiram também a experiência que acumulei”.

COMPARTILHAR AGORA

 

“ALÍRIO VICE DE FREJAT? SEM CHANCE”, DIZEM CORRELIGIONÁRIOS

O esfacelamento da chamada terceira via expôs as víceras de  um caminho sem volta para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *