Goudim diz que Ibaneis vai transformar o Sol Nascente em cidade digna

O líder da periferia Goudim Carneiro, aliado de primeira hora do governador eleito Ibaneis Rocha, disse que um dos compromissos do governador é transformar o Sol Nascente em Região Administrativa do DF,  e em um lugar melhor para se viver, com escolas, hospitais, creches, infraestrutura urbana e segurança pública

Por Toni Duarte//RADAR-DF

“Pela primeira vez teremos um governo com um olhar voltado para a proteção de uma comunidade com quase 200 miĺ habitantes, que é  historicamente excluída de políticas públicas pela  ausência do Estado”, disse Goudim Carneiro nesta segunda-feira (05/11) ao Radar.

Amigos há mais de 30 anos, o governador eleito Ibaneis Rocha terá no maranhense Goudim Carneiro como seu braço direito dentro do Sol Nascente para acabar com o pejorativo e degradante título de segunda maior favela do país.

“Tenho o compromisso de transformar o Sol Nascente em uma cidade digna e decente”, prometeu Ibaneis aos moradores, na semana antes da eleição do segundo turno.

Para simbolizar o seu compromisso, o ainda favorito candidato ao Buriti sacou uma caneta do bolso e entregou ao amigo anfitrião Goudim, morador pioneiro do Sol Nascente: “guarde-a, pois, ela servirá para a sua nomeação”, disse o então candidato a governador.

Ser transformada em uma região administrativa é o sonho sonhado pela imensa população do Sol Nascente durante os últimos dois governos.

Em 2014, o atual governador derrotado Rodrigo Rollemberg (PSB),  lançou a sua candidatura ao Buriti ao lado do falecido Eduardo Campos e Marina Silva, escolhendo como cenário e pano de fundo a vida degradante de milhares de famílias prometendo vida digna a todos. No entanto,  a promessa ficou apenas nas chamadas “rodas de conversas”

No último dia 28, quando ocorreu o segundo turno da eleição para governador do Distrito Federal, a maioria dos eleitores da região se vingou do estelionato eleitoral aplicado por Rollemberg que prometera transformar a vida das pessoas, mas não cumpriu.

Rollemberg deixará o governo no dia 31 de dezembro, largando para trás, obras pela metade no trecho 1 e os trechos dois e três, o mais populoso, ficarão na poeira e na lama, embora tenha recursos da União no montante de R$ 220 milhões, conseguidos pelo GDF, em 2013, quando Rollemberg ainda não era o governador.

“Tenho a absoluta consciência que a cada governo renasce a esperança do povo. A nossa confiança, principalmente a minha como pioneiro do Sol Nascente, está depositada em um homem que fará um governo para os menos favorecidos”, disse Goudim Carneiro.

Ele aponta que enquanto Rollemberg governava apenas para Brasília, Ibaneis governará para o povo do Distrito Federal.

“Quanto ao Sol Nascente temos convicção que teremos no início do governo a nossa tão sonhada independência administrativa”, aposta o líder da periferia.

COMPARTILHAR AGORA

 

Robério Negreiros destina mais de R$19 milhões para o governo Ibaneis

Os apelos feitos pelo governador eleito Ibaneis Rocha (MDB), durante visita que fez a Câmara …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.