Dom Sérgio da Rocha, Dom Marcony Vinícius Ferreira, em visita ao governador Ibaneis e ao vice Paco Brito

Ibaneis quer terrenos para igrejas em novos editais habitacionais

O governador Ibaneis Rocha determinou a criação de um grupo de trabalho com o objetivo de elaborar decreto que obrigue a destinação de áreas para igrejas em todos os empreendimentos habitacionais do DF. A iniciativa atende ao pedido do arcebispo metropolitano de Brasília, Dom Sérgio da Rocha, e do bispo auxiliar, Dom Marcony Vinícius Ferreira, que fizeram uma visita ao Palácio do Buriti, nesta segunda-feira (10).

Postado por RADAR-DF

“A gente precisa planejar esses espaços com áreas para igrejas, escolas, postos de saúde e comércio. Não podemos deixar nada de lado. Tudo é muito importante para a comunidade”, avaliou o governador.

O texto será construído com a participação de pelo menos quatro órgãos: a Coordenação de Assuntos Religiosos e Terceiro Setor; a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh); a Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF (Codhab); e a Terracap. A previsão é publicar o novo decreto, no Diário Oficial do DF, ainda no próximo semestre.

“Não podemos mais ter invasões ou áreas sem igrejas. É interesse do governo e da sociedade que sejam reservados esses espaços de forma ordenada. Vejo Brasília como foi concebida”, afirmou o coordenador de Assuntos Religiosos, Kildare Meira.

Segundo ele, o governo não vai doar nenhum terreno, todos serão pagos. “Elas não têm fins lucrativos, vivem das doações dos fiéis e isto será levado em conta.

Mas, sem sombra de dúvidas, têm feito um trabalho social importante”, acrescentou Kildare Meira ao afirmar que o governo vai levar em consideração a densidade populacional dos locais. E, também, os censos para aferir a melhor distribuição dos terrenos conforme a prática das diversas denominações religiosas

COMPARTILHAR AGORA

 

Bancada do DF pressiona Planalto por reajuste salarial e plano de carreira dos militares

Os policiais civis, PMs e bombeiros estão lutando há alguns anos por melhorias em seus …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.