ncêndio atingiu Whiskeria Quatro por Quatro, no Centro do Rio, na manha de ontem. Não houve desabamento. Os militares teriam morrido sufocados pela fumaça.

INCÊNDIO| Polícia investiga causa das mortes de três bombeiros no Rio

As investigações das causas do incêndio na whiskeria Quatro por Quatro, que matou três bombeiros e deixou quatro feridos, serão conduzidas pela 1ª DP (Praça da Mauá). No local, um bombeiro comentou que uma das hipóteses é que os militares tenham morrido por inalação do gás tóxico cianeto.

 

“Pode ter sido o mesmo que aconteceu na boate Kiss com a liberação de cianeto após a queima de material para isolamento acústico. Mas isso só mesmo a perícia vai poder apontar”, comentou o militar, que lamentou a morte dos colegas: “Os cabos Klerton e Pereira eram os mais operacionais que tínhamos. Tinham pelo menos oito cursos de salvamento. Algo inesperado aconteceu”.

Em nota, a Polícia Civil informou que “foi instaurado inquérito para apurar as circunstâncias do incêndio. Foi solicitada perícia para o local e testemunhas estão sendo ouvidas. A investigação está em andamento”.

O advogado da Quatro por Quatro, Hudson Brandão Marinho, informou que o fogo começou no depósito da boate, que fica no terceiro e último andar.

“Quando os funcionários identificaram o foco de incêndio, usaram um extintor para tentar apagar. Quando foram buscar outro, a fumaça se alastrou e todos desceram correndo”.

Segundo o advogado, o depósito guardava materiais como toalha, copos de plastico, talheres e papel higiênico. O terceiro andar foi o único atingido pelas chamas.

Leia mais: SEGURANÇA| PMDF recebe 216 viaturas e 22 ônibus novos em solenidade

Leia ainda: VEJA O VÍDEO| Prefeito que enganou o povo é amarrado e arrastado por carro

Marinho disse ainda que a boate tinha todas as licenças do corpo de Bombeiros para funcionar e alvará da prefeitura.

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Roberto Robadey, afirmou que os três militares que morreram durante o incêndio foram surpreendidos após o fogo parecer estar controlado.

“Não teve desabamento, eu andei todo o espaço. Não teve explosão. A gente vai apurar melhor. Não existe nada que indique que houve alguma explosão posterior. Foi inalação de fumaça realmente”.

“Todos tinham mais de dez anos de serviço. Experientes. Um incêndio que nós estávamos acompanhando desde o início. Incêndio simples que não parecia ter nenhuma complicação. Estava sob controle e fomos surpreendidos. Era uma casa antiga e com muitas divisórias. Provavelmente, eles tiveram dificuldades de sair e foram surpreendidos pela fumaça. Basicamente, o problema foi a inalação de fumaça”, afirmou Robadey.

COMPARTILHAR AGORA

 

CHEGA! Com 13 anos no poder, Evo Morales renuncia ao cargo de presidente da Bolívia

No final da tarde deste domingo (10), Evo Morales renunciou ao cargo de presidente da …