PONTO DE VISTA| Calma! Tudo isso vai passar

*Por Marli Rodrigues|

Quando a rede privada bate a porta na cara do paciente é na rede pública que ele é recebido de braços abertos. É o SUS que o abraça. O Brasil enfrenta hoje uma pandemia. Um nome que não era comum e hoje é citado por todos. Mas é preciso ter calma.

 

Sim. É preciso ter calma e a certeza de que tudo isso vai passar. As pandemias já ocorreram outras vezes no mundo e, infelizmente, desta vez chegou ao Brasil.

Hoje, a saúde de todos nós brasileiros *DEPENDE DA NOSSA CONSCIÊNCIA E DA FORÇA E DA DETERMINAÇÃO, INDISCUTÍVEL, DOS SERVIDORES DA SAÚDE* em todo o Brasil. Os profissionais de saúde estão no front e mostram que estão sempre prontos para enfrentar os desafios.

Desta vez, o desafio é grande e chegou como um desconhecido. O Covid-19 pegou o mundo de surpresa, mas o nosso Sistema Único de Saúde tem mostrado sua força.

No Brasil, nós temos o SUS, um sistema com profissionais capacitados, habilitados, apaixonados e extremamente comprometidos com a saúde pública.

Diante de todas as adversidades, os servidores não medem esforços. Quando a ordem no Brasil é *FICAR EM CASA PARA SE PROTEGER,* aos servidores a ordem é *ESTAR FRENTE A FRENTE COM O PERIGO, ARRISCAR A PRÓPRIA VIDA* para combater a doença.

Na cidade grande ou em áreas de difícil acesso, nos remotos cantos do nosso Brasil, a força SUS, o servidor, está lá. Ele fica cara a cara com o perigo e enfrenta com muita coragem.

Com a tranquilidade de quem sabe porque está ali e sabe que está preparado para esse desafio. Por isso, peço mais uma vez: Calma! Tudo isso vai passar.

Não precisamos de desespero coletivo. Nesse momento, faço um apelo a todos aqueles que são influenciadores para que postem mensagens de incentivo, de carinho e fé.

Todos unidos em uma corrente positiva pensando no dia em que poderemos sair de casa para retomarmos nossa rotina e alegrarmos as ruas do nosso País. Unidos em um esforço coletivo “pro dia nasceu feliz”.

As medidas duras e austeras de Ibaneis Rocha, foram, a princípio, criticadas por algumas autoridades. Logo, as mesmas viram que se tratavam de ações de quem teve uma visão de futuro e coragem de enfrentar o inimigo mortal.

O governador do DF, não se abateu com críticas e chamou a responsabilidade ao colocar a defesa da saúde do povo em primeiro lugar.

Naquele momento, o governador teve a certeza da qualificação dos servidores e sabia que podia confiar no compromisso dos profissionais da Saúde.

No Distrito Federal, assistimos orgulhosos o trabalho dos servidores da Saúde. Uma união de força e esperança em prol do grande combate e da vitória que, certamente, chegará.

E mais do que isso. Após todo o esforço coletivo, Brasília sairá dessa crise maior, mais madura e como exemplo para todo o Brasil. E todos que estão envolvidos nesse trabalho coletivo merecem nossos aplausos todos os dias.

A população também está unida em torno de um bem comum. E o povo brasileiro, se não entendia, agora entende o que é o SUS e, certamente, o defenderá mais ainda. Nós, servidores, somos o SUS.

Por isso, valorize o SUS. Valorize nossos servidores. Eles precisam de respeito e de condições adequadas de trabalho.

Passado esse momento de pandemia, o Ministério da Saúde precisa pensar na criação de protocolos para preparar o povo brasileiros para enfrentar outras crises. Elas, infelizmente, vão ocorrer e precisamos estar prontos para isso.

Aos servidores, incansáveis, faço meu agradecimento público: muito obrigada por tanta dedicação.

Aos brasileiros, peço calma. Vamos ter certeza e confiança que tudo isso vai passar.

*Marli Rodrigues*
*Presidente do SindSaúde-DF*

COMPARTILHAR AGORA

 

TEMOS LEIS| O que falta para retomar o processo de regularização fundiária do DF?

||Por Mário Gilberto Oliveira Todos que acompanharam o processo legislativo de votação da Medida Provisória …