“PARTIDO PAPA-DEFUNTO” É OBRIGADO A ENTERRAR CANDIDATURA DE GOUDIM

O PMB-DF, partido controlado por donos de funerárias de Brasília,  anunciou em nota,  nesta segunda-feira (11/06), que Goudim Carneiro, pré-candidato a governador do Distrito Federal, não é mais candidato pelo partido. A decisão da direção da legenda teria sido tomada sob forte pressão do governador Rodrigo Rollemberg

Por Toni Duarte//RADAR-DF

Domingo (10/06), às sete horas da manhã,  o pré-candidato a governador do Distrito Federal Goudim Carneiro  foi despertado com buzinadas na porta do “Rancho Preguiça”, a última chácara do Sol Nascente,  onde mora há 25 anos.

A inesperada visita era do governador Rodrigo Rollemberg (PSB). Entrou , se abancou e puxou 20 minutos de conversa antes de seguir para  inaugurar as inacabadas obras (asfalto e drenagem) realizadas no Sol Nascente.

Seria a última cartada de Rollemberg para convencer Goudim a desistir do projeto da candidatura de governador, sair para deputado federal e se aliar a ele em troca de alguns cargos  no governo. Assim , mesmo, sem o menor pudor.  Goudim disse “não”.

A  mesma resposta deu no dia anterior a Maria de Lourdes Abadia que também esteve no Sol Nascente para a mesma conversa.

A pasta oferecida a Goudim, para indicar quem ele quisesse, foi a Secretaria de Assuntos Estratégicos do Distrito Federal, posto ocupado por Abadia, de onde se desincompatibilizou, no dia sete de abril desse ano, para disputar uma vaga na Câmara Federal pelo PSB.

Rollemberg não esconde que tem o Sol Nascente,  que denomina  como seu principal “curral eleitoral”, e onde  dançou forró no domingo passado com a primeira-dama.

Em 2014, ainda como candidato, Rollemberg  lançou a sua caminhada dentro da maior favela do DF,  com a promessa de melhorar a qualidade de vida das mais de 110 mil pessoas que moram na comunidade. Quatro anos depois, o  Sol Nascente conta com obras de asfalto e drenagem inacabadas.

Com Goudim irredutível, o Palácio do Buriti subiu o tom.

A ameaça de uma  3ª fase da Operação Caronte da PCDF, que apura a existência de uma “máfia das funerárias” que age no DF, teria servido de cunha  para que o PMB-DF, desse um ponto final na caminhada do seu pré-candidato nestas eleições.

O  Buriti tomou conhecimento que dirigentes importantes que compõe o PMB-DF, segundo investigações, seriam pessoas  supostamente ligadas a  funerárias investigadas.

O inquérito sobre a máfia das funerárias, iniciado no ano passado pela polícia, revelar a cobrança de até R$ 8 mil por atestados de óbitos – sendo que o serviço é gratuito – com a participação de pessoas que fingiam ser do Instituto Médico Legal (IML).

Ontem, estava marcado um encontro entre os dirigentes do PMB-DF e o governador Rollemberg, cuja pauta definiria que o pré-candidato ao Buriti  sairia a deputado federal e não mais a governador.

No entanto, o encontro foi desmarcado diante da firme posição de Goudim Carneiro em matéria publicada pelo Radar, nesta segunda-feira (11/06).

“SE NÃO FOR PARA GOVERNADOR, NÃO SEREI CANDIDATO A NADA”, disse ele durante um encontro com lideranças que compõe o “Senadinho da Boca do Povo”, reunido no último sábado no Sol Nascente.

No período da tarde de ontem, o pau quebrou. Goudim bateu forte na mesa e se retirou decepcionado com um partido que, segundo ele, lhe deu todas as garantias para tocar um projeto ousado e gestado nas entranhas da periferia do DF, cujo coração pulsa forte no Sol. Nascente.

Procurado pelo  Radar, Goudim Carneiro (foto), disse que ainda não sabe qual o rumo político que irá tomar, embora não sendo mais candidato nestas eleições.

No entanto  disse que recebeu muitas ligações com gestos de solidariedade, como a que foi feita por  Jofran Frejat (PR), pré-candidato ao Buriti.

Frejat ligou para Goudim logo após a publicação da nota oficial do PMB que tirava a sua pré-candidatura.

O presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle (PDT), pré-candidato a ao Senado, também ligou para  confortar o líder da periferia.

O advogado e pré-candidato a deputado distrital Dr Carlos (Avante), também foi solidário a Goudim.

Do mundo empresarial, Goudim recebeu ligação do presidente da Associação Comercial do Distrito Federal, Cleber Pires.

“Avalio que valeu a pena o nosso trabalho, a nossa posição e a nossa insistência por ter o reconhecimento de muitos lideres da política brasiliense. Até as eleições, o nosso grupo político terá tempo suficiente para escolher o nosso rumo”, disse ele.

Veja a Nota Oficial do PMB:

Nota de Desistência de Candidatura

“O Partido da Mulher Brasileira, através de sua Executiva Estadual na figura de sua Presidente do Diretório do Distrito Federal, Léia Santos, vem a público informar que está sendo retirada a pré-candidatura de José Goudim Carneiro ao Governo do DF pelo PMB, por alinhamento estratégico e em respeito às diretrizes partidárias.

O PMB agradece o apoio da população, e se compromete única e exclusivamente com uma política partidária ética e transparente, que promova a transformação social.”

COMPARTILHAR AGORA

 

“SE NÃO FOR PARA GOVERNADOR, NÃO SEREI CANDIDATO A NADA, ” DIZ GOUDIM

A dois meses que separam os pré-candidatos a governador do Distrito Federal para registros de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *