PSB de Rollemberg perde apoio de militares em Brasília por vetar Bolsonaro

O PSB decidiu em convenção nacional neste domingo (05/08) não se coligar a nenhum partido nas eleições presidenciais. A resolução aprovada estabelece que os membros do partido podem apoiar “os candidatos progressistas” no primeiro turno, com veto “rigoroso” ao apoio ao candidato do PSL, o deputado federal Jair Bolsonaro

O documento diz ainda que o partido vai concentrar os esforços na eleição de bancadas parlamentares e de governadores, “para fortalecer a perspectiva da construção de um projeto socialista democrático, moderno e criativo para o Brasil.

A proposta derrotou a sugestão de apoio ao candidato do PDT, Ciro Gomes, à Presidência da República, e triunfou após um acordo com o PT, que decidiu se coligar ao PSB nas disputas pelos governos de quatro estados: Amazonas, Amapá, Paraíba e Pernambuco.

Já o governador Rodrigo Rollemberg (DF) defendeu, sem sucesso, a aliança com Ciro Gomes.

Postado por Radar//Fonte : Uol

COMPARTILHAR AGORA

 

Laerte Bessa enquadra desembargador que tentou soltar Lula

O deputado federal Laerte Bessa (PR-DF) protocolou uma  representação no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *