REI DOS CARGOS| Jorge Viana “chuta” projeto de Ibaneis, mas não quer largar a “boquinha”

|Por Toni Duarte|| RADAR-DF

O governo deve passar o rodo em todas as indicações do deputado distrital Jorge Viana que ocupam cargos na Administração Regional de Samambaia, Regional de Ensino, Hospital Regional de Taguatinga, SAMU, além de várias Upas e postos de saúde.

 

A infidelidade do distrital Jorge Viana foi revelada ao votar contra o Projeto de Lei 748/2019 do Poder Executivo aprovado pela maioria dos deputados distritais na última quarta-feira (11), que atribuiu ao Instituto de Gestão Estratégica da Saúde (Iges-DF) a competência de construir sete novas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) no Distrito Federal.

O Buriti acompanhou  a votação e não ficou nada satisfeito com a posição do deputado sindicalista Jorge Viana que resolveu detonar com a proposta ao lado de deputados da oposição como Chico Vigilante, Arlete Sampaio, Leandro Grass, Reginaldo Veras e Fábio Felix.

Para tirar a saúde do caos, cujo processo de precarização se arrasta desde o governo do petista  Agnelo Queiroz , passando pelo governo Rollemberg , o governador Ibaneis Rocha (MDB) optou por construir de forma mais rápida, sete novas UPAS.

As construções serão feitas pelo IGES que administra o Hospital de Base (IHBDF), o Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) e seis Unidades de Pronto Atendimento.

As novas UPAS, cujos recursos já estão garantidos, serão construídas em Brazlândia, Ceilândia, Gama, Riacho Fundo II, Planaltina, Paranoá e Vicente Pires, regiões carentes  no atendimento da saúde pública. Em visita as referidas cidades, o governador têm se comprometido com o povo de sanar o problema o mais rápido possível.

A proposta foi colocada para  análise do plenário da CLDF onde a maioria votou a favor do projeto do Executivo por entender a sua relevância e urgência.

Segundo informações obtidas pelo Radar, o governador Ibaneis  não esperava pelo voto contrário do aliado e colecionador de cargos do governo Jorge Viana e teria considerado como uma “trairagem”

Viana  ocupou a tribuna e chutou a proposta do governador e se bandeou para a  oposição que aposta na terra arrasada da saúde pública do DF. Ou seja, quanto pior, melhor.

Com a infidelidade de Viana, o GDF deve passar o rodo nos cargos indicados pelo sindicalista. Não são poucos, segundo informou ao Radar uma fonte situada dentro da Casa Civil,  órgão que diariamente envia a lista de exonerados e nomeados para a publicação do Diário Oficial do DF.

Nas redes sociais o deputado postou agradecimentos aos colegas de oposição ao governo Ibaneis:

COMPARTILHAR AGORA

 

“Viramos o ano sem pendência”, diz Rafael Prudente sobre os trabalhos da Câmara Legislativa

|Por Toni Duarte||RADAR-DF O presidente da Câmara Legislativa, Rafael Prudente (MDB), fez um balanço a …