SAI DAÍ, IZALCI! ROLLEMBERG E ABADIA A UM PASSO DE FICAR COM O PSDB

A sete meses das eleições desse ano, a candidatura de Izalci Lucas ao governo do Distrito Federal, pode sair da dúvida para ser enterrada de uma vez por todas pela Executiva Nacional do PSDB. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, presidente da legenda, pode liberar o partido para apoiar o governador Rodrigo Rollemberg. Tucanos dissidentes pró-Rollemberg ciscam que nem pinto no lixo

Por Toni Duarte

O destino político do deputado federal Izalci Lucas (PSDB-DF), pode ganhar um desfecho nos próximos dias diante da posição irredutível do vice-governador de São Paulo, Márcio França (PSB), que assume o governo do estado em abril quando Alckmin terá que se desincompatibilizar para disputar a Presidência da República.

Márcio França, exige do governador Geraldo Alckmin (PSDB), a apoiar sua candidatura ao Executivo paulista em troca de uma aliança com o PSB no âmbito nacional.

Se isso não prosperar, França quer pelo menos  que os estados como Pernambuco, Espírito Santo e o Distrito Federal,  locais em que o PSB tem candidaturas próprias, o PSDB seja um aliado. No caso do DF, o partido terá que ir para os braços de Rodrigo Rollemberg.

Márcio França chega até mesmo ameaçar demitir, assim que assumir o palácio dos Bandeirantes,  os tucanos que comandam onze pastas do governo paulista caso não haja acordo de mútuo apoio entre os dois partidos.

Os eventos ocorridos entre PSDB e PSB em São Paulo, começam a assustar e fazer água no projeto político de Izalci Lucas, que sonha ser candidato a governador do Distrito Federal.

A posição de França está sendo comemorada por Rollemberg e pelo grupo dissidente do PSDB-DF, comandado por Maria de Lourdes Abadia, que é secretária de governo e defende a reeleição de Rodrigo Rollemberg. Abadia sonha ser candidata a vice na chapa de reeleição do desastroso socialista.

No início desse mês Izalci foi reconduzido a direção do PSDB-DF, onde ficará como presidente provisório até o dia 15 de março. Findado o prazo, três situações podem ocorrer. Ou Izalci permanecerá na provisória, ou será eleito presidente definitivo do diretório, ou o PSDB enterra a candidatura dele ao Buriti e se alia a Rollemberg.

A situação de incerteza que se arrasta desde o inicio do ano passado, quando o racha da legenda  veio à tona, está levando o PSDB-DF ao desmanche neste ano eleitoral.

O prazo para registro dos nomes para a disputa de deputado federal e distrital encerra em abril, conforme regras do TSE e o partido está encontrando  dificuldades para  convencer postulantes a disputarem a eleição pela legenda tucana.

Muitos que se filiaram ao PSDB-DF, preferiram migrar para outras legendas do que permanecer na dúvida sobre quem comandará o partido: se Izalci Lucas ou Rollemberg com a turma de Maria de Lourdes Abadia.

Ao Radar, o deputado Izalci repetiu o mesmo de sempre: “sou pré-candidato a governador”. Será? Até eu estou em dúvida.

COMPARTILHAR AGORA

 

“PARTIDO PAPA-DEFUNTO” É OBRIGADO A ENTERRAR CANDIDATURA DE GOUDIM

O PMB-DF, partido controlado por donos de funerárias de Brasília,  anunciou em nota,  nesta segunda-feira …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *